Rogério Silva destaca aprovação de projeto que amplia atendimento do Esporte em 2017

por Adriano Serbate última modificação 23/12/2016 15h04

 

 

Marcos Figueiró

Assessoria de Imprensa

 

Rogério Silva (PMDB) destacou esta semana a aprovação do Projeto de Lei 197/2016 que autoriza a criação de vagas para a realização de processo seletivo para contratação, por tempo determinado, de profissionais desportivos para a Secretaria Municipal de Esportes. O projeto prevê a criação de vagas cinco vagas para professores de Educação Física e quatro vagas para instrutores de artes marciais.

“O mínimo que podemos fazer é votar e aprovar o projeto, mas é preciso deixar claro que uma das secretarias que deixou a desejar, nesta gestão, foi a Secretaria Municipal de Esportes”, lamentou Rogerio Silva, ao reconhecer que a oscilação de gestores foi um dos fatores negativos em relação a pasta.

Aprovado por unanimidade, o projeto autoriza a criação de vagas para professores nas modalidades de Futebol, Futsal, Basquetebol, Voleibol e Handebol e Instrutores de Artes Marciais de Capoeira, Karatê, Judo e Jiu-Jitsu. Serão 5 vagas para professor de Educação Física com jornada de 30 horas e salário de R$ 2.790,60 e 4 vagas de instrutor de artes marciais, com jornada de 20 horas e salário de R$ 880,16.

CRÍTICAS - Rogério Silva voltou a criticar a não realização de eventos tradicionais na cidade, como a corrida das 10 mil milhas e os Jogos dos Servidores. “Foi a secretaria que deixou a desejar e nós somos cobrados diuturnamente pelos amantes do esporte”, reclama o vereador.

Rogério Silva argumenta investir em esporte dá resultados. Ele conta que no ano passado visitou a cidade de Sorriso onde a pasta do Esporte conta com mais de 40 servidores e o dobro de recursos que a mesma área conta em Tangará da Serra. “Lá, as coisas dão certo. Há vários anos Sorriso vem sendo destaque no Estado e em nível nacional, inclusive com bolsas, incentivos do Município, para os atletas que se despontam”, conta o vereador.

 

2017 – Rogério Silva diz esperar que no novo mandato a história seja diferente e Tangará da Serra seja proativa na área do Esporte. “O momento é agora! Iniciamos um novo ciclo em 2017, e meu desejo é que se dê atenção ao Esporte, que se coloque um secretario que tenha condição de fazer andar”, defende.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.