“Porque não procuraram informações antes de abrir CEI?”, questiona Romer Japonês

por Marcos Figueiró última modificação 07/04/2016 10h19
“Porque não procuraram informações antes de abrir CEI?”, questiona Romer Japonês

Romer Japonês - PSD

 

Romer Japonês (PSD) disse concordar com a apuração da denúncia de eventuais irregularidades no uso de máquinas, servidores, equipamentos e recursos da Prefeitura para a execução de serviços e abertura de estradas em propriedades particulares, mas cobrou dos autores da acusação uma apuração breve que, a seu ver, deveria ter sido feita. Segundo Romer, a simples solicitação de documentos da Prefeitura iria dirimir todas as dúvidas possíveis, sem que fosse necessário gasto de dinheiro público com a abertura de uma Comissão Especial de Inquérito.

 

“A CEI já está aberta, parabéns!, mas porque não fez antes requerimento, procurando informações? (...) Eu tenho documento em mãos, que vocês poderiam ter recebido se tivessem procurado, a autorização da fazenda, para a retirada do cascalho. O Meio Ambiente autorizou, e há farta jurisprudência dizendo que a Prefeitura pode fazer. Agora, abriu a comissão, temos que investigar, e vamos. Investigação é bom e eu concordo, mas quando é possível pedir informação antes, resolver antes, investigação só atrasa a cidade”, afirmou o vereador Romer Japonês em seu discurso esta semana na Câmara, sendo aplaudido de pé pelos pequenos produtores presentes.

 

O vereador lembrou ainda que do local, que consta na denúncia, foi retirado cascalho que serviu para a recuperação das estradas rurais Ararão, Bandeirantes, Linha 11 e Palmital, beneficiando os pequenos produtores rurais de Tangará da Serra. “Jamais vou me calar. Estive ali, em 2013, 2014, 2015 e este ano, pedindo para que os produtores liberassem o cascalho para ajudar o Município a recuperar as estradas e vou continuar a defender os pequenos produtores”, concluiu.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.